Marido tortura a esposa grC!vida, chama a PM e diz que ela foi sequestrada; a farsa foi descoberta e ele estC! preso

Parece cena de novela ou de filme de terror, mas foi verdade e a PolC-cia Militar de Piracicaba acabou com a farsa de um mecC”nico de automC3veis que, enlouquecido, torturou a esposa grC!vida e tentou matC! -la. A vC-tima conseguiu escapar se jogando no rio.
Na manhC# desta quarta-feira (14), a Central 190 recebeu chamado de alguC)m que ouvia um homem gritando por socorro na rua e dizendo que sua esposa havia sido sequestrada.
Os militares Erik e Costa, da 5a Companhia, foram ao local e nC#o havia ninguC)m. Cerca de uma hora e meia depois, a PM recebeu outro chamado. Desta vez, o prC3prio marido falou que sua mulher foi sequestrada.
Ele contou que apC3s buscC!-la no trabalho na tarde de terC’a-feira, durante discussC#o, ela desceu do carro. Segundo Ele, na sequC*ncia, dois homens ocupando um carro levaram sua mulher.
Ele tambC)m contou que durante a noite conseguiu rastrear o celular de sua mulher, o qual indicava que ela estava em uma mata perto da residC*ncia do casal – em Crtemis.
Segundo ele, ao chegar no local viu dois homens saC-rem correndo. Ouviu, de acordo com ele, gritos da esposa vindos de um bambuzal, procurou, mas nC#o conseguiu encontrC! -la.
Nesta manhC# retornou, localizou um rancho, arrombou uma porta e entrou localizando uma pulseira de sua mulher. ApC3s longa conversa com o rapaz, os militares comeC’aram as buscas.
Uma outra equipe, comandada pelo tenente Jesus, passou a fazer buscas nos hospitais. Foi entC#o que os policiais localizaram a mulher internada no Hospital dos Fornecedores de Cana.
A mulher, de 31 anos, contou que estC! grC!vida e que ele foi buscC!-la no trabalho. De lC!, a levou para um canavial, desceu do carro com uma barra de ferro e disse que iria fazer perguntas C ela, sendo que C cada resposta errada ela iria apanhar.
Em seguida, jogou uma pedra no pC) esquerdo dela e deu uma pancada com ferro em sua perna. A vC-tima disse que pediu C!gua, momento em que ele quebrou um copo e trouxe os cacos dizendo que ia cortar a barriga dela.
Depois, ele tentou enforcC!-la e amarrou uma corda no pescoC’o e nos pC)s dela. Falou que iria cortar sua barriga, arrancar o feto fazC*-la comer.
Ele jogou o celular da mulher no poC’o dizendo que a prC3xima seria ela. Em determinado momento, a mulher se desvencilhou dele e pulou no rio.
Descendo pelas C!guas, pois jC! era noite, ela viu trC*s pessoas C s margens do rio e pediu socorro. Essas pessoas a levaram para o hospital. Na residC*ncia do casal, os PMs localizaram cartas referentes C simulaC’C#o do sequestro da mulher.
Ele vai responder por tentativa de homicC-dio qualificado, falsa comunicaC’C#o de crime e violC*ncia domC)stica. Ela precisou levar pontos nos ferimentos.

Foto: DivulgaC’C#o.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visitantes

Visualização de página 29.904

Referências únicas 23

Visualizações de página diretas 0

From External SERP 0

Páginas de destino exclusivas 1.806

Páginas de rejeição 1.546

Taxa de novos visitantes 50,08

Mecanismos de pesquisa 0