Sex22082014

JUSTIÇA MANTÉM PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR, MATAR E ATEAR FOGO EM CRIANÇA

Sexta, 23 Agosto 2013 08:15

O juiz de Direito José Gonçalves da Silva Filho, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri da comarca de Porto Velho (RO), decidiu nesta quarta-feira, 21 de agosto de 2013, converter a prisão em flagrante de Domingos Tenório Furtado em preventiva. A medida visa prevenir que o indiciado cometa novos crimes ou ainda que, em liberdade, possa fugir. No depoimento que deu à polícia, ele confessou ter estuprado, assassinado e ateado fogo no corpo de sua enteada, uma criança de 9 anos de idade. O crime ocorreu no Distrito de Jacy-Paraná, a cerca de 90 quilômetros da capital rondoniense.

Segundo disse o acusado à autoridade policial, ele, na companhia de um outro rapaz que se encontra foragido, teriam chegado na residência da vítima, com o propósito de pegar suas roupas, pois, morou no local por algum tempo, mas, recentemente tinha se separado da mãe da criança. Ao vê-la sozinha, ambos decidiram praticar atos sexuais por várias vezes.

Em sua decisão, o magistrado destacou que a prisão se faz necessária para garantia da ordem pública, aplicação da lei penal e a conveniência da instrução criminal. "Cabe mencionar a enorme repercussão social dos delitos no Distrito de Jaci-Paraná, que se viu extremamente abalada e revoltada com o ocorrido, sinalizando, inclusive, a possibilidade de fazer Justiça com as próprias mãos. Tais fatos sustentam a necessidade do encarceramento, sob pena de descrédito da Justiça e de restar afetada a confiança da comunidade nós órgãos responsáveis pelo combate e repressão ao crime".

Fonte: TJ-RO